Ministro das Finanças de Moçambique atribui desvalorização do Metical às importações de combustíveis

25 November 2005

Maputo, Moçambique, 25 Nov – O ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, rejeitou voltar à fixação administrativa das taxas de câmbio e argumentou que a recente desvalorização da moeda local, o metical, ficou a dever-se ao aumento do valor das importações de combustíveis.

Dados do Banco de Moçambique revelam que o valor do Metical face ao dólar norte-americano desceu de 26.500 no início do mês para 29.000 a 17 de Novembro, apesar de ter recuperado desde essa altura.

Falando no Parlamento moçambicano, Chang afirmou que a descida do valor do metical na primeira metade de Novembro deveu-se à compra de grandes quantidades de moeda estrangeira pelos bancos que financiam as compras de combustíveis, o que colocou a moeda moçambicana sob pressão.

Garantiu que de futuro apenas bancos com recursos próprios suficientes devem ter lugar no sindicato bancário que financia as importações de combustíveis, e devem ser excluídas as instituições financeiras sem reservas de moeda estrangeira adequadas.

Nos próximos seis meses, serão necessários perto de 180 milhões de dólares para financiar as importações de combustíveis, estimou o ministro das Finanças moçambicano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH