FAO adopta português como língua de trabalho

28 November 2005

Roma, Itália, 28 Nov – A 33ª cimeira do Fundo das Nações Unidas Para a Alimentação (FAO), que terminou na sexta-feira na cidade italiana de Roma, adoptou como decisão que a partir de 2006 o português seja uma das línguas de trabalho da Conferência Regional para a África da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Iniciada no passado dia 19, a 33º cimeira da FAO permite, deste modo, que o português passe a ser a quarta língua de trabalho da FAO nas Conferências Regionais para a África, além do inglês, francês e árabe.

A solicitação neste sentido foi do Governo da República de Angola, através da sua representação diplomática junto das Agências das Nações Unidas, em Roma, na sequência das recomendações da Conferência Regional da FAO para a África, realizada em 2004, em Joanesburgo.

A adopção do português na Conferência regional foi considerada justa e indispensável, tendo em conta o peso dos países de expressão portuguesa nos trabalhos da organização e a importância que este tem para o respectivo desenvolvimento e a crescente expansão da língua portuguesa no mundo.

Na 33ª sessão da FAO, Angola esteve representada pelo ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Gilberto Lutucuta, o embaixador de Angola na Itália, Manuel Pedro Pacavira, além de altos funcionários do MINADER e da Representação angolana junto desta Agência. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH