São Tomé pretende ajuda de Angola na exploração petrolífera

29 November 2005

Luanda, Angola, 2 Nov – A primeira-ministra de São Tomé e Príncipe afirmou segunda-feira no início de uma visita de 3 dias a Luanda que o arquipélago pretende reforçar os seus laços com Angola, muito particularmente no emergente sector do petróleo.

No termo de um encontro com o presidente de Anola José Eduardo dos Santos, Maria do Carmo Silveira “gostaríamos que esta visita representasse um salto qualitativo no reforço das relações bilaterais, dando-lhes uma orientação estratégica e concentrando-as em áreas que são considerados prioritários pelos dois países”.

Salientando que Angola tem uma “longa experiência” no sector do petróleo, silveira realçou que a ajuda de Luanda neste sector era de “importância extrema” para o seu país.

No encontro com dos Santos, a primeira-ministra discutiu igualmente a dívida de 20 milhoes de dólares de São Tomé e Princípe para com Angola tendo solicitado do presidente que enquadrasse a dívida no âmbito da expectativa do governo de São Tomé na obtenção de um perdão da dívida no início do próxmo ano por parte do Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional.

Ainda na segunda-feira, delegações dirigidas por Silveira e pelo seu congénere angolano, Fernando Dias dos Santos, iniciaram conversações sobre ligações aéreas e marítimas, entre outros assuntos, segundo fontes oficiais.

No príncipio do ano, São Tomé convidou Angola, Brasil e Portugal para a criação de um consórcio quadripatido para a exploração de petróleo nas suas águas territoriais e na zona de desenvlvimento conjunto partilhada com a Nigéria.

Embora a resposta ao convite são-tomense tenha sido positiva, nenhum passo foi conhecido até ao momento conducente à criação do consórcio. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH