Grupo brasileiro Pif Paf pretende investir em Macau

30 November 2005

Macau, China, 30 Nov – O grupo brasileiro Pif Paf pretende fazer de Macau a plataforma de exportação para o mercado chinês e o Sudeste Asiático, escreve na sua edição de Novembro a revista Macau.

O projecto da Pif Paf, que já tem um escritório de representação em Macau, prevê a comercialização de carnes (frangos e suínos) e sumos de frutos produzidos no Brasil e ainda a instalação de uma moagem de café no território.

Para Edvaldo José Campos, director comercial da Pif Paf, “o futuro económico e comercial entre o Brasil e a China será brilhante, com Macau a ser o grande interface entre os dois mundos”.

“O adequado apoio logístico e administrativo oferecido pela RAEM, nomeademente pelo Instituto de Promoção do Comércio e Investimento de Macau (IPIM) foi igualmente decisivo para investir no mercado chinês”, adiantou à revista Macau o director comercial do grupo.

A decisão da Pif Paf em instalar-se em Macau surgiu na sequência da visita ao Brasil do chefe do executivo de Macau, Edmund Ho. Mais tarde, o presidente da empresa, Luís Carlos Mendes Costa, deslocou-se a Macau com uma delegação para conhecer de perto as oportunidades de investimento.

O grupo Pif Paf é um dos maiores de Minas Gerais, terceiro estado mais rico do Brasil, depois de São Paulo e Rio de Janeiro. O grupo exporta para diversos países de África, Américas do Sul e do Norte, Europa de Leste e Rússia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH