Bolsa de Cabo Verde volta ao activo na quinta-feira

14 December 2005

Cidade da Praia, Cabo Verde, 14 Dez – A Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVC), que se encontrava paralisada desde 1999, vai ser reactivada quinta-feira, numa medida governamental destinada a instalar definitivamente um mercado financeiro no arquipélago, foi hoje anunciado.

O mercado accionista arranca com uma carteira de títulos onde se destaca o Banco Comercial do Atlântico (BCA), Caixa Económica (CECV), e Sociedade de Tabacos (SCT), além de 40 papéis do Tesouro do Estado de Cabo Verde.

Para estimular o arranque do mercado, o governo cabo-verdiano concluiu esta semana a dispersão de 63 mil acções da SCT, 26,35 por cento do capital social.

O Estado deverá encaixar perto de 400 mil contos cabo-verdianos com a operação (cerca de 3,6 milhões de euros).

A procura ascendeu a 129 mil acções, mais do dobro do número de títulos disponíveis, o que as autoridades cabo-verdianas interpretam como indício de existência de condições para o sucesso da “nova vida” do mercado accionista.

A BVC foi criada há seis anos, mas regista baixa actividade, com poucos títulos cotados e um reduzido volume de transacções.

Para reactivar o mercado, as autoridades publicaram nova legislação, no sentido de flexibilizar as operações financeiras e incentivar a cotação de empresas privadas, e dispersaram um quarto do capital da SCT, uma das maiores do arquipélago.

O Fundo Monetário Internacional prevê que a economia de Cabo Verde cresça perto de 6 por cento este ano, face a 2004, e 7 por cento em 2006. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH