Exportações portuguesas para a China devem mais do que duplicar em 2005

26 December 2005

Lisboa, Portugal, 26 Dez – As exportações portuguesas para a República Popular da China deverão aumentar duas vezes e meia em 2005, para perto de 300 milhões de dólares, afirmou hoje o embaixador de Portugal em Pequim, Santana Carlos.

No ano passado, Portugal exportou perto de 101 milhões de euros (120 milhões de dólares), uma quebra de perto de 50 por cento em relação ao ano anterior.

Mas este ano, até Junho, as exportações para a China já tinham superado o valor total do ano passado, situando-se em 115 milhões de euros, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística português.

A agência portuguesa para promoção das exportações, ICEP Portugal, planeia em 2006 abrir um centro de distribuição de produtos em Pequim, além de um centro de apoio à instalação de empresas portuguesas, em Macau, decisão ainda não formalmente tomada.

A delegação de Xangai deverá ser inaugurada já no início do próximo ano, segundo anunciou recentemente o presidente do ICEP.

A agência de promoção das exportações aposta em produtos dos sectores de rochas ornamentais, cortiça, moldes, calçado, têxteis, vinhos, tecnologias de informação, telecomunicações e turismo.

Em visita recente a Portugal, o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, manifestou-se empenhado em contribuir para a duplicação do valor das trocas comerciais entre os dois países, nos próximos três anos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH