Índice de ambiente de negócios em Moçambique atinge máximo de 7 anos

29 December 2005

Maputo, Moçambique, 29 Dez – O índice de ambiente de negócios em Moçambique, que mede a percepção das empresas sobre a economia, atingiu no final do primeiro trimestre o valor mais alto dos últimos sete anos, anunciou a consultora KPMG.

Segundo dados da consultora, as empresas do painel avaliaram de forma particularmente positiva, entre 42 factores, a governação do país (132 pontos), a procura no mercado (128 pontos) e a eficiência do sistema aduaneiro e da administração fiscal.

Pelo contrário, os empresários avaliaram de forma negativa os impostos (88 pontos), as doenças (92 pontos), a corrupção e as importações ilegais.

A média do Índice de Ambiente de Negócios foi de 108,13 pontos, em relação ao índice base (2000), e o mais alto desde o final de 1998.

A maioria das empresas inquiridas pela KPMG (71 por cento) afirma esperar uma melhoria de negócios ao longo do ano, sobretudo graças a maior produtividade, melhor ambiente económico, despesa pública, aumento da procura interna, factores cambiais e estabilidade política.

Não obstante, metade das empresas não planeia expandir as suas actividades, enquanto 46 por cento têm planos de expansão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH