Economia portuguesa cresce 0,8 por cento em 2006

5 January 2006

Lisboa, Portugal, 05 Jan – O Banco de Portugal reviu em baixa para 0,8 por cento em 2006 e 1,0 por cento em 2007 as perspectivas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), nos termos do boletim económio de Inverno daquela instituição.

A anterior previsão do Banco de Portugal para o crescimento do PIB em 2006 era de 1,2 por cento.

As previsões do banco central português ficam abaixo das estimativas do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), documento enviado pelo governo de Lisboa à Comissão Europeia em Bruxelas, em que o executivo previa um crescimento do PIB de 1,1 por cento em 2006 e 1,8 por cento em 2007.

As projecções do Banco de Portugal para o crescimento económico em 2006 ficam em linha com as previsões de Outono da Comissão Europeia, enquanto para o ano seguinte são mais pessimistas, já que para 2007, a CE prevê um crescimento de 1,2 por cento.

Relativamente a 2005, o Banco de Portugal manteve a projecção de um abrandamento do crescimento do produto para 0,3 por cento, contra 1,3 por cento em 2004.

O Governo prevê, na actualização do Programa de Estabilidade e Crescimento para o período de 2005-2009, um crescimento do PIB de 0,5 por cento em 2005.

O valor do Governo fica em linha com as previsões do Fundo Monetário Internacional, enquanto a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos é mais optimista e aponta para um crescimento da economia portuguesa de 0,8 por cento, em 2005. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH