Petróleo representa em Angola 90% das exportações e 50% do PIB

9 January 2006

Luanda, Angola, 09 Jan – A produção de petróleo em Angola manteve-se em alta em 2005 representando 90 por cento das exportações, 50 por cento do Produto Interno Bruto e 80 por cento das receitas fiscais, escreve a agência noticiosa angolana Angop.

Desde 1980 que a descoberta de petróleo tem vindo a aumentar anualmente estimando-se hoje as reservas angolanas em 12.400 milhões de barris que desde 1998 têm vindo a ser extraídos a uma média superior a 700 mil por dia.

Em 2005, a produção petrolífera ultrapassou 1,3 milhões de barris/dia, um aumento que se regista desde Agosto de 2005, com o início da produção da plataforma Kizomba B, da transnacional norte-americana Esso Exploration.

Virada fundamentalmente para o “offshore”, a produção do petróleo angolano conta com 35 blocos espalhados pelo Oceano Atlântico em três áreas distintas, designadamente em águas menos profundas, profundas e ultra profundas.

Registos dos últimos doze meses indicam que em 2005 as autoridades angolanas beneficiaram do aumento dos preços do petróleo no mercado internacional tendo, pela primeira vez desde a independência em 1975, o Orçamento de Estado apresentado um excedente.

Especialistas do sector prevêm um crescimento ainda maior do sector petrolífero de Angola em 2006.

Por exemplo, o navio de exploração petrolífera Dália, cuja operação vai arrancar no terceiro trimestre de 2006, vai dispor de uma capacidade de processamento na ordem dos 240 mil barris por dia e armazenará até 2 milhões de barris, numa produção realizada nos limites da tecnologia hoje disponível, ou seja, entre mil e 300 a dois mil e 500 metros de profundidade subaquática.

Para os registos do ano 2005 ficam a perfuração de um total de 22 poços, sendo 12 de pesquisa e 10 de avaliação. Dos poços foram contabilizados cinco descobertas comerciais, das quais quatro ocorreram no Bloco 31. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH