Trocas comerciais entre Moçambique e China aumentam 100 por cento em 2005

13 January 2006

Maputo, Moçambique, 12 Jan- As trocas comerciais entre Moçambique e a China atingiram cerca de 125 milhões de euros em 2005, um nível correspondente a um aumento de 100 por cento, disse quinta-feira em Maputo o embaixador chinês em Moçambique, Hong Hong.

O diplomata chinês, citado pela agência de notícias de Portugal, acrescentou que para 2006 prevê-se um aumento do volume de negócios entre os dois países, dado “o crescente interesse dos investidores de ambos os países em alargar as suas actividades”.

Hong Hong revelou ainda que ao abrigo do um novo quadro de cooperação, Pequim pretende afectar para África uma verba de 10 mil milhões de dólares, “um fundo do qual Moçambique vai igualmente tirar partido”.

No âmbito da cooperação entre os dois países, empresas chinesas estão a estudar a possibilidade de se dedicarem à produção da soja em Moçambique e de outras culturas, disse o embaixador chinês em Maputo.

A China quer também manter o seu apoio nas obras públicas, depois de ter financiado a reabilitação ou construção de importantes edifícios estatais em Moçambique, como as sedes do Parlamento e do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicanos.

No capítulo da educação, os governos dos dois países estão a discutir a possibilidade de introduzir o ensino da língua chinesa em Moçambique, depois de as autoridades deste país terem manifestado um interesse nesse sentido. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH