TAP – Air Portugal e Geocapital podem voltar a juntar-se no negócio da aviação

18 January 2006

Macau, China, 18 Jan – A TAP – Air Portugal e a Geocapital, de Stanley Ho e Ferro Ribeiro, podem voltar a juntar-se no negócio da aviação na Air Macau depoisd eo terem feito na brasileira Varig, afirma na sua edição de hoje o diário de Macau Ponto Final.

O jornal adianta que as partes têm mantido contactos nos últimos meses sobre a possível alienação dos 20 por cento do capital que a TAP detem na Air Macau mas, aparentemente, não têm conseguido chegar a acordo sobre o valor dessa participação.

Caso não cheguem a acordo, é possível que os termos do negócio se alterem com a TAP a partilhar a sua participação na Air Macau com a Geocapital através de uma “holding” que seria criada especificamente para o efeito.

Fonte oficial da TAP havia afirmado ao Macauhub que a empresa estava disposta a vender a participação desde que recebesse uma proposta que fosse considerada “boa” em termos financeiros.

A venda da participação era uma das soluções apontadas pela administração da TAP, presidida pelo brasileiro Fernando Pinto, para equilibrar as contas da transportadora, fortemente penalizadas no ano passado pela subida do preço dos combustíveis, que deverão mesmo fechar em prejuízo.

O Ponto Final diz ainda que a solução da partilha seria a ideal para as partes. A TAP obtinha fundos para equilibrar as suas contas, não saía da Ásia e não empenhava demasiados meios humanos na operação.

Para Stanley Ho seria um reforço da sua participação na Air Macau e no sector da aviação civil, onde o magnata do jogo tem vindo a investir tendo em atenção a expansão do negócio do jogo que se espera para os próximos anos.

A Geocapital, constituída em Macau, avançou com a TAP para o negócio da empresa brasileira Varig através da compra de duas subsidiárias, a VEM de manutenção e a Varilog do sector da carga.

A primeira está já a ser gerida pela TAP enquanto a segunda passou para as mãos do fundo de investimento norte-americano Matlin Patterson.

A confirmar-se a transacção, prossegue o Ponto Final, seria o primeiro investimento da Geocapital desde a constituição da empresa, em finais de 2005.

A geocapital celebrou já um acordo com o governo moçambicano com vista ao desenvolvimento do Vale do Zambeze e estuda outros negócios tanto em Moçambique como em Angola e Timor-Leste. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH