China será um dos maiores fornecedores de produtos a Portugal em cinco anos

23 January 2006

Lisboa, Portugal, 23 Jan – A China já ultrapassou o Japão na lista dos maiores fornecedores a Portugal e dentro de cinco anos, a manter-se o ritmo de crescimento das exportações, será um dos dez maiores, à frente dos Estados Unidos, noticia a última edição do Expresso.

Em 2005, as trocas comerciais entre Portugal e a China atingiram valores recorde quando ainda faltava apurar os dados do último mês do ano, com as importações portuguesas em 525 milhões de euros e as exportações em 150 milhões de euros, em Novembro.

Segundo contas feitas pelo semanário português, o valor das importações portuguesas da China aumentou cerca de um terço desde 2000, e as exportações terão triplicado no ano passado, face ao ano anterior.

Os dados do instituto de estatística português indicam que Portugal exporta sobretudo matérias-primas ou produtos de baixa tecnologia (pasta e papel, cortiça, minerais e minérios, metais comuns) além de material eléctrico e máquinas e aparelhos.

Portugal importa sobretudo tecnologia, como electrodomésticos, computadores e aparelhos afins, produtos químicos, metais e têxteis.

O jornal realça ainda que a entrada dos automóveis chineses em Portugal, prevista para iniciar-se em meados deste ano, deverá contribuir para agravar o défice comercial entre os dois países, que actualmente se situa em torno de 400 milhões de euros favoráveis à China.

Em Dezembro do ano passado, no âmbito de uma visita a Portugal, a China anunciou a elevação da relação entre os dois países ao nível de “parceria estratégica”, garantindo um tratamento preferencial às trocas comerciais, tal como já havia feito com Grã-Bretanha, França, Alemanha, França e Espanha. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH