Consórcios português e chineses concorrem à construção de auto-estrada na Argélia

24 January 2006

Argel, Argélia, 24 Jan – Dois consórcios chineses, um português e um italiano saberão dentro de 180 dias qual irá construir um troço de uma auto-estrada na Argélia, no norte de África, que representa um investimento de 7 mil milhões de dólares, foi anunciado oficialmente em Argel.

As propostas chinesas foram apresentadas poelas construtoras CSCEC e CETIC e a portuguesa pela Luso Grouppe que integra a Mota-Engil, Soares da Costa, Lena, Tâmega, Adriano, Monte e Monte, Coba, OPCA, MSF, Edifer, Abrantina, Conduril, Eusébios e Casais.

As propostas para o troço Oeste da auto-estrada Leste-Oeste foram abertas numa sessão pública realizada na segunda-feira em Argel tendo sido consideradas válidas indo a avaliação financeira ser feita agora no prazo de seis meses.

Além destes consórcios, que concorrem à construção de dois troços, há ainda um consórcio norte-americano liderado pela construtora Bechtel que concorre ao troço Oeste e uma “joint-venture” franco-alemã no troço Centro.

As propostas para o troço Centro foram já entregues mas ainda não abertas.

O troço Oeste tem 359 quilómetros de comprimento e liga a cidade de Chlef à fronteira marroquina enquanto o troço Centro tem uma extensão de 200 quilómetros.

A auto-estrada Este-Oeste, que vai atravessar a Argélia, tem uma distância de 1.216 quilómetros.

Da distância total, perto de 300 quilómetros já estão construídos ou em construção, e o restante será lançado a concurso até final deste ano, por um montante próximo de 5,2 mil milhões de euros.

As obras deverão arrancar ainda este ano, após adjudicação da obra, estando a conclusão prevista para Abril de 2009. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH