Gasoduto da América do Sul deverá custar 20 mil milhões de dólares

26 January 2006

São Paulo, Brasil, 26 Jan – O gasoduto que ligará diversos países da América do Sul deverá custar cerca de 20 mil milhões de dólares, divulgaram quarta-feira fontes oficiais.

O projecto do gasoduto deverá ser divulgado em Julho deste ano e depois apresentado ao sector privado, com o objectivo de atrair investidores estrangeiros para o financiamento da obra, avançou o Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

No dia 10 de Março, os presidentes do Brasil, Argentina e Venezuela deverão apresentar os pormenores do projecto, que já é considerado a grande obra dos próximos 50 anos na América do Sul.

O gasoduto partirá da região de Puerto Orda, na Venezuela, e seguirá para Manaus, capital do Estado brasileiro do Amazonas, devendo cruzar o Brasil e chegar ao Uruguai, Argentina, Paraguai, Chile, Bolívia e, possivelmente, Peru e Colômbia.

A obra, com cerca de 10 mil quilómetros de extensão, permitirá a exportação de aproximadamente 100 milhões de metros cúbicos de gás venezuelano por dia, que deverão garantir o crescimento industrial dos países da região.

Na semana passada, os presidentes Lula da Silva (Brasil), Nestor Kirchner (Argentina) e Hugo Chávez (Venezuela) reuniram-se em Brasília e autorizaram o início dos estudos de viabilidade económica.

O ministro das Minas e Energias do Brasil, Silas Rondeau, afirmou que a construção do gasoduto deverá levar cerca de cinco anos e garantir aos países da região a auto-suficiência energética. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH