Governo cabo-verdiano considera “urgente” nova central eléctrica em Santo Antão

26 January 2006

Porto Novo, Cabo Verde, 26 Jan – O governo de Cabo Verde considera “urgente” a instalação de uma nova central eléctrica na ilha de Santo Antão, projecto que conta com a resistência da eléctrica cabo-verdiana, Electra, noticia hoje a agência de informação Inforpress.

O ministro da Economia, Crescimento e Competitividade, João Pereira Silva, afirmou às autoridades e agentes locais da ilha numa recente visita que a nova central é um “projecto urgente” que o executivo pretende ver avançar dentro de pouco tempo, refere a mesma fonte.

O projecto chegou a ser lançado em 2002, mas a Electra, empresa de electricidade e água de Cabo Verde, controlada pelas portuguesas EDP e AdP, alegou falta de capacidade financeira para o prosseguir.

A eléctrica cabo-verdiana defende a construção da central a partir de 2007, mas o governo manifesta-se pouco disposto a esperar.

A ilha de Santo Antão tem vindo a sofrer de abastecimento de energia eléctrica deficiente, o que o governo teme poder vir a condicionar os investimentos privados previstos para a ilha.

Na cidade do Porto Novo, ainda segundo a Inforpress, a câmara e habitantes têm vindo a queixar-se não só das condições de fornecimento mas também do perigo de acidentes na central existente, situada no centro da cidade.

A câmara de Porto Novo tem vindo a manifestar a sua disponibilidade para ser parceira no desenvolvimento da nova central.

Mostrou-se ainda disposta a ceder a metade do custo de mercado os terrenos destinados à construção da central. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH