Portuguesa EMEF e Bombardier juntas na reabilitação de caminhos-de-ferro angolanos

1 February 2006

Lisboa, Portugal, 01 Fev – A canadiana Bombardier e a EMEF, empresa da manutenção ferroviária do grupo público CP – Comboios de Portugal, estão a concorrer juntas a projectos de reabilitação de comboios e locomotivas em Angola, noticiou o Diário de Notícias.

De acordo com o diário publicado em Lisboa, o interesse das duas empresas está actualmente concentrado nos projectos de reabilitação dos caminhos-de-ferro de Benguela, Moçâmedes e Lobito.

As empresas estão a aguardar o resultado de um concurso para reabilitação de cinco locomotivas da geração General Electric, avaliado em 3,4 milhões de euros.

Segundo adiantou ao Diário de Notícias o presidente da EMEF, Vítor Távora, a empresa de manutenção enfrenta neste concurso a concorrência de empresas sul-africanas e indianas.

A reabilitação do material circulante em Angola representa um investimento de perto de 40 milhões de dólares.

Para Távora, “esta é a altura certa para voltar ao mercado angolano”, não só devido às oportunidades que se apresentam através dos projectos de reabilitação em curso, mas também porque “permitiria a absorção de pessoal excedentário na tecnologia diesel”.

A passagem do material circulante português do diesel para electricidade tem vindo a libertar mão-de-obra ao longo dos últimos anos, representando a maioria das perto de 700 rescisões feitas pela CP.

A EMEF e a filial da Bombardier estão a actuar em parceria, no âmbito do plano de reestruturação da empresa de manutenção e da reconversão das actividades da multinacional de origem canadiana em Portugal. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH