Subsidiária brasileira da GM vai importar peças da China

1 February 2006

São Paulo, Brasil, 01 Fev – A subsidiária brasileira do fabricante norte-americano General Motors vai iniciar a importação de peças de veículos da China este ano, foi segunda-feira divulgado.

A importação de peças, cujos pormenores não foram divulgados, será uma das medidas do fabricante para a redução dos seus custos de produção, avançou o responsável pela GM no Brasil.

Ray Young salientou que a subsidiária brasileira deverá iniciar também a importação de peças de automóveis da Coreia do Sul, México e até de países europeus.

O executivo não informou, entretanto, qual será o volume de importação de peças de veículo, nomeadamente da China, por razões estratégicas.

A subsidiária brasileira registou prejuízos pelo oitavo ano consecutivo, em 2005, disse Ray Young ao informar que apenas em exportações foram perdidos 200 milhões de dólares com a recente valorização do real.

O Brasil está inserido na região denominada pela fabricante norte-americana de LAAM, que inclui ainda América Latina, África do Sul e Médio Oriente.

Em número de veículos vendidos, a LAAM registou o melhor resultado de sempre, com 881 mil unidades, sendo 442 mil na América Latina, 365 mil apenas no Brasil, o sexto maior mercado mundial da GM. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH