Bolsa de Cabo Verde admite à negociação 60% da Caixa Económica

13 February 2006

Cidade da Praia, Cabo Verde, 13 Fev – A Bolsa de Cabo Verde vai admitir à negociação 60 por cento do capital da Caixa Económica (CECV), a principail instituição financeira do país, ainda controlada pelo Estado, revelou hoje ao Macauhub fonte do mercado de capitais.

De acordo com o prospecto de admissão à cotação da CECV, a que o Macauhub teve acesso, serão cotadas 208.800 acções ordinárias, com o valor nominal de mil escudos cabo-verdianos cada, um total de 208,8 milhões de escudos cabo-verdianos (2,3 milhões de dólares).

O objectivo da operação, refere o prospecto, é “proporcionar liquidez aos accionistas e possibilitar a determinação do valor justo de mercado” para as acções da principal instituição financeira do país.

A CECV tem actualmente como principais accionistas o Instituto Nacional de Previdência Social (31,4 por cento), o Montepio Geral – Associação Mutualista (17,6 por cento), Correios de Cabo Verde (15 por cento) e Impar – Companhia Cabo-verdiana de Seguros (11 por cento).

Como realça o prospecto, “todos os indicadores de actividade, rendibilidade e de solvabilidade colocam a Caixa Económica no top do ranking das instituições do país, em geral e das financeiras, em geral”.

No ano de 2004, a quota de mercado global da CECV aumentou de 24 por cento para 25 por cento, de acordo com o mesmo documento.

O banco lucrou 237 milhões de escudos cabo-verdianos (2,6 milhões de dólares) e o seu activo líquido cresceu perto de 15 por cento em relação ao ano anterior, para 17 mil milhões de escudos (183,7 milhões de dólares). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH