Embraer renegocia a venda de 57 aviões com US Airways

13 February 2006

São Paulo, Brasil, 13 Fev – O fabricante brasileiro de aviões Embraer anunciou sexta-feira um acordo com a US Airways para a venda de 57 aviões cuja entrega havia sido suspensa em 2004, quando a companhia recorreu à lei de falências nos Estados Unidos.

O valor do novo contrato não foi oficialmente divulgado, mas fontes do mercado brasileiro estimam que o total deverá ascender a cerca de 1,88 mil milhões de dólares.

Pelo acordo original, assinado em 2003, a US Airways havia encomendado 85 aviões do modelo Embraer 170, com capacidade para entre 70 e 78 passageiros, sendo que 28 unidades já foram entregues.

Em Setembro de 2004, entretanto, quando a companhia decretou falência para continuar a funcionar enquanto negociava a sua reestruturação, o contrato com o fabricante brasileira foi suspenso.

O acordo anunciado inclui que os 57 aviões ainda não entregues serão convertidos em 25 encomendas firmes do modelo Embraer 190, com capacidade para até 100 passageiros, e em 32 outros pedidos firmes do mesmo modelo, sendo esses últimos sujeitos a confirmação pela empresa aérea.

O Embraer 190 custa cerca de 33 milhões de dólares a unidade, enquanto o modelo 170 vale 27,5 milhões de dólares.

As entregas para a US Airways serão retomadas em Novembro de 2006, após a aprovação pelo Tribunal de falência dos Estados Unidos, salienta a quarta maior fabricante mundial de aeronaves, em comunicado.

EMBRAER possui uma “joint-venture” com as empresas Harbin Aircraft Industry Group Co e Hafei Aviation Industry Co da China para produzir aviões de pequeno e médio portes.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH