China precisa de mais refinarias para satisfazer a procura interna

14 February 2006

Pequim, China, 14 Fev – As refinarias existentes no país estão no limite sendo urgente aumentar a sua capacidade, advertiu segunda-feira em Pequim a Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Reforma.

A Comissão sugeriu ainda que os preços dos produtos petrolíferos, que são regulados pelo governo, sejam aumentados.

De acordo com a Comissão, as refinarias da Sinopec e da China National Petroleum Corp (CNPC) estão a trabalhar a 100 por cento e, mesmo assim, é necessário uma capacidade adicional de 17 milhões de toneladas apenas para satisfazer a procura.

A construção de refinarias deve ser acelerada para dar resposta à procura que em 2006 deve crescer 6 por cento.

A Comissão adiantou que com um maior número de refinarias, a pressão sobre cada uma é menor o que permitirá reduzir o número de acidentes industriais.

A segurança na indústria petrolífera chinesa é fraca tendo ocorrido dois grandes acidentes em menos de um mês em empresas do grupo CNPC, o maior do sector.

Dez pessoas morreram e cerca de 40 outras ficaram feridas numa explosão de uma conduta na província de Sichuan que forcou a evacuação de 1.800 pessoas. No outro incidente, ocorrido na região autónoma de Xinjiang Uygur, não houve danos pessoais.

Li Yizhong, ministro para a Segurança no Trabalho, disse que os responsáveis de muitas empresas na China sacrificam a segurança laboral em favor da produção.

Para o ministro, tal é evidente nao só na mineração de carvão mas também no sector da refinação de petróleo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH