Portuguesa Iduna e Isabel dos Santos investem 2,5 milhões na primeira fábrica de mobiliário angolana

27 February 2006

Lisboa, Portugal, 27 Fev – A empresa portuguesa de mobiliário Iduna e Isabel dos Santos, empresária e filha do presidente angolano, vão investir 2,5 milhões de dólares na primeira fábrica de mobiliário em Angola, noticia sexta-feira o Jornal de Negócios.

O presidente da Iduna, Alberto Carvalho Araújo, adiantou ao jornal português que a empresa portuguesa terá uma participação de 45 por cento no capital, igual à de Isabel dos Santos, e que os restantes 10 por cento ficarão nas mãos dos futuros director-geral e director financeiro da nova empresa.

A construção da nova unidade, em Luanda, arrancará no próximo mês, por forma a estar operacional no Verão, com uma área produtiva de três mil metros quadrados.

No primeiro ano, referiu o mesmo responsável, o volume de negócios deverá rondar os quatro milhões de dólares, subindo para seis milhões no segundo e 7,5 milhões no terceiro.

Deverá ser também só a partir de 2009 que a nova empresa distribuirá dividendos, mas a rentabilização do investimento (“break even”) deverá ser alcançada logo no final do primeiro ano.

Segundo Carvalho Araújo, a Iduna concluiu que só através de produção local poderia ser competitiva no mercado angolano, “por questões de ordem logística, alfandegária e fiscal”.

“Por via da exportação o nosso produto iria encarecer cerca de 60 por cento” em Angola, “um mercado com imenso potencial”, e que a Iduna quer usar como plataforma para países vizinhos, adiantou.

Entre os clientes em Angola, estão já o Banco Internacional de Crédito, do empresário português Américo Amorim e de Isabel dos Santos, e Banco de Fomento de Angola, para os quais a empresa vai equipar novos balcões. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH