Chinesa Lenovo vai lançar marca própria de computadores no Brasil

6 March 2006

São Paulo, Brasil, 06 Mar – A fabricante chinesa Lenovo planeia lançar a sua marca própria de computadores em 2006 no Brasil, onde o mercado de informática cresceu 38 por cento no ano passado, foi sexta-feira divulgado pela imprensa local.

A linha de computadores, nomeadamente de portáteis e de mesa, será destinada para pequenas e médias empresas brasileiras, segmento para o qual a fabricante chinesa ainda não comercializa produtos no Brasil.

Actualmente, a subsidiária brasileira da fabricante chinesa comercializa computadores da marca Think, da norte-americana IBM, da qual a Lenovo adquiriu a divisão de PC em 2004 por 1,75 mil milhões de dólares.

Os portáteis ThinkPad e os computadores de mesa ThinkCentre vendidos no Brasil são destinados para grandes empresas, então o principal sector de actuação da IBM no país.

A nova linha “3000”, a ser lançada no Brasil, será a primeira família mundial de equipamentos com a marca Lenovo e foi apresentada nos Estados Unidos e em alguns países latino-americanos, no dia 23 de Fevereiro.

O objectivo não será substituir os actuais computadores da marca Think mas sim alargar a oferta de produtos no mercado brasileiro, salientou o jornal Valor Económico.

A fabricante chinesa já prepara o treino de representantes de mais de 700 pequenas empresas que farão a comercialização do novo produto em todo o Brasil.

A nova linha da Lenovo será produzida na fábrica localizada em Jaguariúna, cidade a 138 quilómetros de São Paulo, onde actualmente são produzidos os computadores ThinkPad e ThinkCentre.

No ano passado, foram comercializados no Brasil 5,6 milhões de computadores, um aumento de 38 por cento em relação ao resultado de 2004.

Contribuiu para o aumento das vendas a valorização da moeda brasileira em relação ao dólar norte-americano, o que diminuiu o preço de alguns componentes importados.

O aumento foi resultado também do programa do Governo brasileiro “Computador para todos” que diminui a cobrança de impostos, o que também reduziu o preço final dos equipamentos aos consumidores. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH