Exploração de petróleo em Inhambane é comercialmente rentável

9 March 2006

Maputo, Moçambique, 09 Mar – As prospecções da sul-africana Sasol indicam que exploração comercial de petróleo na sua zona de concessão no “offshore” de Inhambane é comercialmente rentável, noticia o diário Canal de Moçambique.

De acordo com a última edição do jornal moçambicano, os trabalhos indicam que a quantidade e qualidade de crude encontrada na zona entre Divinhe, província de Sofala, e Cabo de São Sebastião, a sul de Vilanculos, tornam rentável a exploração.

Moçambique é actualmente um importante produtor de gás natural, essencialmente exportado para a África do Sul, e tem vindo a concessionar várias áreas de exploração no “offshore”, a última das quais à norueguesa Norsk Hydro, na bacia do Rovuma.

O jornal escreve ainda que o anúncio dos resultados será feito após trabalhos de pesquisa sísmica a lançar em breve.

O início da exploração, adianta, irá obrigar a negociações com vários operadores turísticos instalados na ilha de Bazaruto, que fica nas proximidades da zona da descoberta.

Entre estes operadores estão a cadeia de hotéis portuguesa Pestana e a Rani Resorts, de capitais árabes.

Os técnicos da petrolífera sul-africana estarão actualmente a estudar formas de evitar danos ambientais, nomeadamente através do uso de “pipelines”, escreve o diário moçambicano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH