São Tomé e Nigéria reúnem-se para partilha de produção de petróleo

9 March 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 09 Mar – São Tomé e Príncipe e a Nigéria vão reunir-se a 14 de Março para tentar assinar um acordo de partilha de produção de um bloco de petróleo, disse quarta-feira à agência de notícias portuguesa uma fonte do governo.

O ministro dos Recursos Naturais Deolindo da Costa revelou tratar-se de uma reunião do conselho ministerial conjunto relativo às questões petrolíferas da zona de exploração conjunta entre os dois países.

No encontro a decorrer em Abuja, capital da Nigéria, as duas partes, vão tentar concluir um processo que visa a assinatura de acordo de partilha de produção relativo ao bloco 4, na sequência do fracasso da reunião a 24 de Fevereiro último.

Avaliado em 90 milhões de dólares (cerca de 75 milhões de euros), o bloco 4 da ERHC, em consórcio com a petrolífera Addax da Suíça com 60 por cento de participação, conta ainda comparticipação de quatro empresas, sendo três nigerianas e uma canadense, que partilham os restantes 40 por cento.

Assinado em Fevereiro de 2001, o tratado de exploração conjunta estabelece 60 por cento de receitas petrolíferas para Nigéria e 40 por cento para São Tomé e Príncipe.

Em Fevereiro passado a Nigéria acusou o goerno de São Tomé de querer inviabilizar a assinaturado contrato o que foi negado pelas autoridades são-tomenses.

O governo de São Tomé considerou que a Nigéria pretendeu pressionar o governo são-tomense a concluir o processo contratual, sem conhecer alegadas alterações produzidas a última hora por uma das operadoras do bloco 4.

As autoridades de São Tomé afirmam que, sem conhecimento das partes, a ERHC, uma empresa de controlo nigeriano decidiu incluir no consórcio uma outra nigeriana, a Godosonic, que adquiriu 9 por cento do interesse participativo da ERHC. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH