Plano para nova rede de mercados angolanos contratado à portuguesa SIMAB

13 March 2006

Lisboa, Portugal, 13 Mar – O plano para a nova rede de mercados abastecedores, retalhistas e plataformas logísticas de Angola foi contrato pelo Governo à portuguesa SIMAB – Sociedade Instaladora de Mercados Abastecedores, revelou o presidente desta entidade pública.

Rui Serôdio, em declarações sexta-feira ao Jornal de Negócios, adiantou que a adjudicação foi feita na semana passada, e o estudo será financiado pelo Orçamento de Estado angolano, escusando-se a referir o investimento em causa.

Um conjunto de técnicos da entidade pública portuguesa está já no terreno a recolher informação, que servirá de base a um conjunto de recomendações de alterações a fazer à rede e à logística.

À SIMAB cabe ainda definir o modelo das sociedades que irão ficar responsáveis pela gestão dos mercados, mas à partida está posta de parte a possibilidade de a empresa vir a ser accionista do projecto, referiu.

De acordo com Serôdio, a construção dos mercados e montagem das plataformas de transportes serão “uma boa oportunidade” para as empresas portuguesas.

O plano enquadra-se no Programa e Estratégia de Reestruturação do Sistema de Logística e de Distribuição de Bens Essenciais à População de Angola, que abrange apenas a capital, Luanda, numa primeira fase. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH