Sonangol quer Iraque e Médio Oriente entre mercados exteriores da Galp

27 March 2006

Lisboa, Portugal, 27 Mar – A petrolífera angolana Sonangol quer incluir o Iraque e o Médio Oriente entre os mercados exteriores da portuguesa Galp Energia, de que é um dos principais accionistas.

De acordo com a última edição do Semanário Económico, o Médio Oriente, em particular o Iraque, surge ao lado de Angola, São Tomé e Príncipe e Brasil numa lista de quatro mercados prioritários que serão identificados no plano estratégico da Galp, que será apresentado na próxima quarta-feira em assembleia geral da petrolífera portuguesa.

O jornal adianta que a principal intenção da Sonangol é tomar, juntamente com a Galp, uma posição na produção de petróleo e distribuição de combustíveis no Iraque, país tido como detentor de algumas das mais importantes reservas mundiais de crude.

A inclusão deste país foi feita a pedido da petrolífera angolana, que nas últimas semanas tem mantido intensas negociações com os restantes accionistas da Galp – o grupo Amorim, de que é parceiro, e a italiana Eni – para definir o conteúdo do plano estratégico da empresa portuguesa.

O documento irá ainda, escreve o semanário, reforçar a aposta em Angola, onde a Galp quer alcançar uma capacidade de produção diária de 100 mil barris, um terço da sua capacidade de refinação, nos dois blocos que actualmente tem em produção.

No Brasil, a Galp tem 54 participações na exploração de petróleo, em parceria com a brasileira Petrobras, em Natal, Recife, Vitória e Rio de Janeiro. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH