Angolana Sonangol recebe até 9 Maio propostas para áreas de exploração de petróleo abandonadas

31 March 2006

Luanda, Angola, 31 Mar (Lusa) – A petrolífera angolana Sonangol anunciou que prolongou até 9 de Maio o prazo para entrega de propostas para as áreas de exploração de petróleo abandonadas nos blocos 17 e 18, na bacia do rio Congo, anunciou hoje a empresa.

A empresa informou ainda, em comunicado, que no próximo dia 3 de Abril serão abertas em Luanda as propostas apresentadas para os blocos 1, 5, 6 e 26, e para uma área abandonada do bloco 15.

As concessões de exploração destes blocos de águas profundas, situados na parte baixa da bacia do rio Congo, serão atribuídas em Maio, segundo declarações recentes do director de exploração da petrolífera estatal, Severino Cardoso.

“A alteração dos termos” para submissão das propostas “tornou-se necessária após a Sonangol ter aceite a proposta de parceria para o projecto Sonaref”, refinaria a criar com a chinesa Sinopec, afirma a empresa pública angolana.

A Sonangol tinha associado o processo de recepção de ofertas ao projecto da refinaria, avaliado em três mil milhões de dólares, mas desistiu desta intenção face à proposta apresentada pela Sinopec, que ficará com 30 por cento da Sonaref.

A empresa adianta que foram também alterados alguns dos termos do concurso para as licenças de exploração, sem especificar.

Segundo afirmou recentemente o director de exploração da Sonangol, no último trimestre deste ano serão ainda atribuídas 23 concessões para exploração de petróleo”onshore” na bacia do rio Cuanza.

Além disso, na região do Soyo, Norte do país, serão concedidas pelo menos duas licenças para exploração de petróleo em águas pouco profundas, de acordo com o mesmo responsável.

O programa de atribuição de licenças integra-se no plano para aumentar a produção de petróleo em Angola para perto de dois milhões de barris diários dentro de três anos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH