Guiné-Bissau procura financiamento da UE para projecto de construção de ponte em São Vicente

31 March 2006

Lisboa, Portugal, 31 Mar – A Guiné-Bissau está a negociar com a União Europeia o financiamento do projecto de construção de uma ponte em São Vicente, a Norte da capital, obra avaliada em 25 milhões de euros, revelou hoje o presidente da construtora Soares da Costa, autora do projecto.

Em declarações ao Macauhub, Pedro Gonçalves adiantou que as conversações em curso com as autoridades europeias destinam-se a “acertos de pormenores técnicos da obra”, que terão implicações no “preço final a estabelecer para o contrato” e no modelo de financiamento.

A expectativa, afirmou, é de que ainda este ano possa arrancar a obra, que tem um prazo de execução de 30 meses.

A ponte de São Vicente é um dos projectos com que conta a construtora portuguesa, que tem presença significativa em Angola, para reactivar as suas actividades na Guiné, estagnadas nos últimos anos devido à instabilidade que o país tem vivido.

No ano passado, mais de 42 por cento da facturação do grupo, 137 milhões de euros, foi gerada em Angola, e a expectativa para este ano é que esta parcela aumente para metade, graças a uma carteira de obras que ascende a 300 milhões de euros.

Segundo Pedro Gonçalves, a construtora não tem sido afectada pela concorrência de empresas chinesas e brasileiras, e está até disponível para trabalhar em parceria com estas.

“A dimensão do mercado e o tipo de obras em que vimos focalizando a nossa actividade permitem afirmar que, até ao momento, a presença concorrencial de construtoras de outros países não tem impedido o nosso crescimento”, afirmou ao Macauhub.

Quanto a associações com construtoras chinesas, que têm vindo a ser admitidas por algumas destas, “não existe até ao momento qualquer desenvolvimento”.

No entanto, referiu, a Soares da Costa tem “como política o estabelecimento de parcerias e associações, sempre que das mesmas resultem sinergias e complementaridade para obras em concreto, sem restrição quanto à nacionalidade dos potenciais parceiros”.

Actualmente, a Soares da Costa está envolvida na construção do novo edifício-sede da Sonangol, em consórcio com a sul-africana Grinaker LTA e do complexo Torres do Atlântico, em consórcio com a também portuguesa Mota-Engil, ambos em Luanda, entre outros projectos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH