Estabilidade macro-económica de Angola tem sido elogiada, afirma ministro adjunto

12 April 2006

Luanda, Angola, 12 Abr – O ministro adjunto do primeiro-ministro, Aguinaldo Jaime, disse terça-feira, em Luanda, que a estabilidade macro-económica do país tem sido continuamente elogiada por organismos internacionais e constitui um exemplo a ser seguido por países africanos com poucos recursos financeiros.

Falando na abertura do VI Encontro de Economistas de Língua Portuguesa, o governante apelou aos técnicos angolanos participantes ao evento que transmitam aos seus colegas as experiências tiradas deste processo que gradualmente está a conduzir Angola ao desenvolvimento sustentável.

O dirigente reiterou que o sucesso da política económica do Governo angolano assenta na redução da despesa pública, modernização da administração pública, liberalização dos serviços financeiros e controlo inflacionário.

O 6º Encontro de Economistas de Língua Portuguesa decorre sob o lema “Sustentabilidade e Economia do Ambiente e dos Recursos Naturais” e é uma promoção da Associação de Economistas de Língua Portuguesa.

O evento visa estimular o intercâmbio científico, propiciar o debate, resultados de pesquisas e conceptualização de experiências na criação de rendimento e acumulação de riqueza nacional e proporcionar a troca de ideias sobre modernas teorias da ciência económica e da história do pensamento económico.

Durante os três dias do encontro a terminar quinta-feira, os economistas vão discutir, entre outros, aspectos inerentes ao Modelo de Programação Linear do Fundo Monetário Internacional e a sua implicação para o crescimento económico dos países da África sub-sahariana.

Constam ainda do programa discussões sobre a Metodologia Sistémica na Avaliação dos Fenómenos e Processos Económicos, Trabalho e Crise Capitalista: diferentes abordagens em Marx e Keynes, A Integração da Economia Nacional Brasileira e seus Aspectos Sociais na Visão de Caio Prado Júnior e Celso Furtado, A Evolução Recente da Economia Brasileira e as Mudanças em Curso no Viés Antiexportador, Gestão e Desenvolvimento Sustentado da Economia Angolana, entre outros aspectos.

A reunião de Luanda é realizada pela Associação de Economistas de Língua Portuguesa (AELP), surgida em 1995 de uma iniciativa de professores das faculdades de economia das universidades do Porto, Lisboa, Agostinho Neto (UAN) e Eduardo Mondlane, além do Instituto de Cabo Verde. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH