Tarifas de electricidade aumentam 33 por cento em São Tomé e Príncipe

21 April 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 21 Abr – As tarifas de electricidade para consumidores comuns em São Tomé e Príncipe vão subir 33 por cento, reflectindo o aumento do preço dos combustíveis nos mercados internacionais, revelou quinta-feira o presidente da eléctrica pública (EMAE), Higino Will.

De acordo com o mesmo responsável, o aumento, que entra em vigor já neste mês, será de 50 por cento para as embaixadas e instituições internacionais, e de 60 porcento para os organismos estatais, segundo prevê o acordo de actualização de tarifas, gizado no final do ano passado e agora aplicado.

A subida, justificou em declarações ao diário Tela Non, deve-se ao aumento do custo do gasóleo para a empresa, que atingiu 94 por cento no último ano.

Higino Will adiantou ainda que a reabilitada Central hidroeléctrica do Contador deverá entrar em funcionamento no próximo mês, melhorando o fornecimento de energia no arquipélago.

Além da reabilitação desta infra-estrutura e da central térmica, a EMAE está ainda a planear construção de mini centrais hidroeléctricas no arquipélago, com objectivo de aumentar a produção de energia em 15 kilowatts.

A reabilitação do grupo de geradores da central térmica e da hidroeléctrica do contador obrigou a EMAE a contrair um empréstimo de um milhão de dólares junto dos bancos comerciais, adiantou.

Parte deste montante foi ainda aplicado na compra de combustível, dado que a Empresa Nacional de Combustíveis (ENCO) deixou de conceder créditos à EMAE, devido a uma dívida acumulada que está avaliada em 18 biliões de dobras (2,7 milhões de dólares). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH