Empresas africanas devem investir no desenvolvimento tecnológico

25 April 2006

Luanda, Angola, 25 Abr – O presidente da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (SONANGOL), Manuel Vicente, defendeu segunda-feira em Luanda a necessidade das empresas petrolíferas africanas apostarem no desenvolvimento tecnológico do sector para poderem reduzir a dependência do exterior.

“É necessário reduzir as diferenças e a dependência da força de trabalho estrangeira, através de investimentos na formação de técnicos especializados, na aquisição de equipamentos e programas actualizados e de bases de dados digitalizados”, afirmou Manuel Vicente.

O presidente da SONANGOL falava na sessão de abertura do encontro de empresas petrolíferas africanas, que decorre em Luanda no âmbito da preparação do Conselho de Ministros da Associação de Produtores Africanos de Petróleo (APPA), que terá lugar sexta-feira na capital angolana.

Para Manuel Vicente, citado pela agência de notícias angolana ANGOP, só com um forte investimento as empresas africanas do sector petrolífero poderão “capitalizar a experiência adquirida, tornando-se operadores autónomos e líderes de grupos empreiteiros de composição internacional nos seus países”.

Esse investimento na modernização e desenvolvimento tecnológico permitirá ainda, segundo o presidente da SONANGOL, que as empresas petrolíferas africanas se possam também lançar no mercado internacional de exploração, produção, comercialização, refinação e distribuição de hidrocarbonetos e dos seus subprodutos.

A APPA, fundada em Janeiro de 1987, tem como países membros Angola, África do Sul, Argélia, Benin, Camarões, República do Congo, República Democrática do Congo, Costa do Marfim, Egipto, Gabão, Guiné Equatorial, Líbia, Nigéria e Chade.

Os países membros desta organização regional representam actualmente cerca de 11 por cento da produção mundial de petróleo, sendo a actual situação do mercado internacional um dos principais pontos da reunião do conselho de ministros que terá lugar sexta-feira em Luanda. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH