Lucro do fabricante brasileiro de motores WEG aumentou 19 por cento até Março

27 April 2006

São Paulo, Brasil, 27 Abr – O lucro da WEG aumentou 19,1 por cento, no primeiro trimestre deste ano, face a igual período de 2005, para 117,5 milhões de reais, divulgou quarta-feira a empresa brasileira.

A fabricante de motores eléctricos havia registado um lucro de 98,7 milhões de reais de Janeiro a Março de 2005.

O aumento do lucro este ano é resultado do crescimento do volume de vendas de 18 por cento no Brasil e de 29,4 por cento no estrangeiro, salientou a empresa num comunicado.

Nos três primeiros meses deste ano, a receita operacional ascendeu a 148,6 milhões de reais, um aumento de 25,8 por cento em relação a igual período de 2005.

A empresa informou igualmente a aquisição de uma participação de 30 por cento no capital da fabricante mexicana de transformadores eléctricos Voltran.

A empresa mexicana, cuja receita foi de 25 milhões de dólares em 2005, está localizada em Tizayuca, a cerca de 50 quilómetros da Cidade do México.

A aquisição faz parte da estratégia de alargar a actuação do grupo na América do Norte, responsável actualmente por 33 por cento das vendas no estrangeiro da WEG.

O grupo brasileiro planeia igualmente abrir um escritório de representação em Singapura este semestre, como forma de ampliar a sua actuação na Ásia, informou o comunicado.

Os investimentos totais do grupo no Brasil e no estrangeiro em projectos de expansão e de modernização, em 2006, serão de 175 milhões de reais, um aumento de 17 por cento face a 2005.

Com sede na cidade de Jaraguá do Sul, no Estado de Santa Catarina, na região Sul do Brasil, o grupo possui 13,5 mil funcionários, dos quais 1.400 nas subsidiárias no estrangeiro.

Actualmente, o grupo mantém fábricas na Argentina, Portugal e China, para além de unidades de comercialização nos EUA, Venezuela, Alemanha, Inglaterra, Bélgica, França, Espanha, Itália, Suécia, Austrália, Japão, Chile, Colômbia e Índia.

O grupo brasileiro, um dos maiores fabricantes mundiais de motores eléctricos, investirá este ano também na ampliação e modernização de sua unidade na China.

O objectivo é transformar a unidade chinesa, adquirida em 2004, em Nantong, numa base de exportação para duplicar as vendas do grupo brasileiro no mercado asiático.

No ano passado, o grupo brasileiro registou um lucro de 374,8 milhões de reais, uma diminuição de sete por cento em relação ao resultado de 2004. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH