Total inicia no último trimestre produção no campo petrolífero angolano Dalia

8 May 2006

Luanda, Angola, 08 Mai – A TotalFinaElf vai iniciar no último trimestre do ano a produção no campo petrolífero Dalia, no Bloco 17 do “offshore” angolano, que será um dos maiores do país, revelou o presidente da empresa.

Robert Castaigne, que falava numa conferência com analistas de mercado, adiantou que a capacidade de produção do campo atingirá os 240 mil barris diários, mas a “velocidade de cruzeiro” deverá ser atingida apenas no próximo ano.

No primeiro trimestre, a produção de petróleo da Total caiu quatro por cento, face a igual período do ano passado, para 2,44 milhões de barris, anunciou a empresa.

A Total é a operadora do consórcio responsável pela exploração do bloco 17, com uma participação de 40 por cento, tendo como parceiros a Esso (20 por cento), BP (16,67 por cento), Statoil (13,33 por cento) e Norsk Hydro (10 por cento).

Neste bloco, considerado um dos mais importantes do “offshore” angolano, situam-se também os campos Girassol e Jasmim.

De acordo com Robert Castaigne “os objectivos de produção da Total vão ser alcançados, todos os projectos em curso estão a correr conforme previsto”.

O Campo Dalia situa-se a 125 quilómetros da costa da província do Zaire, a uma profundidade de cerca de 1.300 metros.

O desenvolvimento deste campo representou um investimento de perto de 3,4 mil milhões de dólares.

A infra-estrutura inclui 34 poços de produção, e uma capacidade de armazenamento de dois mil milhões de barris.

De acordo com a petrolífera estatal angolana Sonangol, a produção de petróleo do país, o segundo maior produtor da África sub-saariana, deverá atingir dois milhões de barris em 2008, mais 600 mil do que actualmente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH