Brasileira Varig será leiloada em Julho pelo preço mínimo de 860 milhões de dólares

10 May 2006

Rio de Janeiro, Brasil, 10 Mai – A Varig será oferecida aos interessados durante um leilão pelo preço mínimo de 860 milhões de dólares, no prazo de 60 dias, anunciou terça-feira a companhia aérea brasileira.

A decisão foi tomada durante uma assembleia de credores da Varig, que decorreu no Rio de Janeiro, ao aprovar a proposta negociada entre a consultoria Alvarez & Marsal e os trabalhadores da companhia.

Os interessados poderão apresentar propostas para adquirir a “nova” Varig, sem as dívidas, estimadas em sete mil milhões de reais, que permanecem na “velha” empresa.

Neste caso, o preço mínimo será de 860 milhões de dólares, informou a companhia num comunicado.

Caso esse valor não seja alcançado, os interessados poderão apresentar propostas de aquisição da operação da Varig apenas no Brasil, pelo preço mínimo de 700 milhões de dólares.

Neste caso, as dívidas da empresa permaneceriam com a operação da Varig no estrangeiro, sendo que parte dos recursos do leilão seria destinada ao pagamento de parte das dívidas.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o regulador brasileiro do sector, informou que pelo menos 27 empresas brasileiras poderão participar no leilão da Varig.

As empresas estrangeiras também poderão participar em consórcios para disputar o leilão, desde que tenham apenas 20 por cento de participação, limite máximo permitido pela legislação brasileira.

O espaço deixado pela Varig tem favorecido as suas concorrentes directas, nomeadamente as empresas TAM e Gol, cujas quotas de mercado ascenderam a 44,3 por cento e a 33,4 por cento, respectivamente, em Abril.

A TAM anunciou sexta-feira que o seu lucro duplicou no primeiro trimestre deste ano, para 111,2 milhões de reais, face a igual período de 2005, o melhor resultado de sempre da companhia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH