Governo de São Tomé avança com novo porto e aeroporto, apesar de problemas financeiros

11 May 2006

São Tomé e Príncipe, 11 Mai – O novo governo de São Tomé e Príncipe afirma que vai avançar com a construção do porto de águas profundas do arquipélago e com o novo aeroporto, apesar de assumir que a situação financeira vivida é difícil.

O ministro das Obras Públicas, Delfim Neves, afirmou ao diário Tela Non que o governo está a ultimar o projecto do porto de águas profundas, que deverá ser a maior obra pública realizada até hoje no arquipélago, para iniciar “dentro de algumas semanas” a promoção internacional do mesmo, em busca de investidores.

Após esta acção de promoção, afirmou, o governo irá avançar com o concurso público internacional para adjudicação da obra, que tem um custo estimado de 500 mil milhões de dobras (76 milhões de dólares).

Delfim Neves pretende ainda lançar uma acção de promoção internacional para a outra grande obra pública que o arquipélago tem em carteira, também prevista no Orçamento de Estado para este ano, o novo aeroporto internacional de São Tomé.

Dentro de um mês, afirmou, vão ainda arrancar as obras de reabilitação da estrada entre São Tomé e a zona do cruzeiro, cujo estado de degradação tem vindo a motivar boicotes eleitorais pelas populações locais.

Delfim Neves reconhece que a situação do seu ministério é “difícil” e que o sector das obras públicas e infra-estruturas, “está completamente desorganizado”, exigindo “muita coragem e vontade política”.

Entre as iniciativas em curso, junto de doadores como a Líbia, visitada na semana passada pelo presidente e membros do novo governo, está um pedido a Angola para que conceda um diferimento no pagamento de uma dívida de cinco milhões de dólares, que deverá ser saldada a pronto nos próximos meses. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH