Treze bancos financiam em 1,4 mil milhões oferta da SSI pelos blocos petrolíferos 17 e 18 em Angola

12 May 2006

Nova Iorque, Estados Unidos da América, 12 Mai – Um consórcio de 13 bancos vai financiar a oferta da Sonangol Sinopec International (SSI) aos blocos 17 e 18 em Angola, em 1,4 mil milhões de euros, cerca de dois terços do total.

O consórcio, noticiou a Bloomberg, integra 5 bancos chineses, nomeadamente Agricultural Bank of China, Bank of China, China Construction Bank e o Exim Bank, este o financiador da linha de crédito de dois mil milhões de dólares usada por Angola.

Participam ainda no financiamento os bancos Bayerische Landesbank, BNP Paribas, Calyon, ING Groep, KBC Groep, Natexis, Banques Populaires, Societe Generale e Standard Chartered.

A SSI, “joint-venture” em que a Sinopec detém 55 por cento, ofereceu um bónus de assinatura de 1,1 mil milhões de dólares por cada uma das áreas remanescentes dos blocos 17 e 18 do “offshore” angolano, 2,2 mil milhões no total, além de 200 milhões de euros a título de “projectos sociais”.

A serem escolhidas, estas ofertas constituirão novos recordes mundiais, superando a de 902 mil milhões de dólares que recentemente garantiu a vitória à italiana Eni, também num concurso internacional em Angola, para o bloco 15.

Entretanto, segundo o International Oil Daily, a SSI assegurou uma participação de 20 por cento nesta área de exploração.

Espera-se que este bloco produza 200 mil barris diários quando tiver início a produção, já no próximo ano.

Angola superou este ano a Arábia Saudita como principal exportador de petróleo para a China.

Além do investimento na exploração, Sinopec e a Sonangol estão actualmente a ultimar o projecto da refinaria do Lobito, que prevê um investimento aproximado de três mil milhões de dólares.

O acordo entre os promotores do projecto prevê que a Sonangol detenha uma participação de 70 por cento, cabendo o resto do capital à Sinopec, mas responsáveis do consórcio já admitiram a entrada de novos parceiros.

A refinaria, a segunda de Angola, começará a ser instalada até ao final de 2007, e deverá ter, em velocidade de cruzeiro, uma capacidade de processamento de perto de 240 mil barris diários. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH