Governo de Moçambique cria linha de crédito para produtores de tomate

7 June 2006

Maputo, Moçambique, 07 Jun – O governo moçambicano acordou com o Banco Comercial e de Investimentos uma linha de crédito de 7 mil milhões de meticais para ajudar a relançar a produção de vegetais, particularmente tomate, afirmou terça-feira em Maputo o ministro da Agricultura.

Tomas Mandlate afirmou em conferência de imprensa que, face às dificuldades dos produtores em obterem crédito junto dos bancos comerciais, o governo achou necessário intervir e assumir alguns riscos para que os agricultores disponham dos fundos necessários

A decisão governamental surge na sequência de uma doença que atacou a produção de tomate, particularmente no distrito do Chokwe, na província de Gaza.

A doença destruiu na totalidade a produção de muitos agricultores enquanto outros tiveram prejuízos entre 70 e 90 por cento das respectivas colheitas.

Mandlate afirmou que os agricultores atingidos terão direito a um máximo de 500 milhões de meticais, dinheiro reembolsável a três anos com uma taxa de juro de 10 por cento.

O director nacional dos Serviços Agrícolas, Boaventura Nuvunga, afirmou por seu turno que o governo tinha adoptado um conjunto de medidas para evitar a proliferação da doença, nomeadamente a proibição de transporte de sementes de tomate das áreas afectadas para as não-afectadas.

O governo ordenou igualmente a destruição das plantações afectadas a fim de controlar a doença embora a mesma já tenha passado do distrito de Chokwe para o de Moamba, na província de Maputo, onde está concentrada a maior parte da produção de tomate. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH