Grupos portugueses investem 15,4 milhões de dólares no sector hoteleiro de São Tomé

9 June 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 09 Jun – Empresas portuguesas projectam investir, em 2006, cerca de 15,4 milhões de dólares no sector turístico de São Tomé e Príncipe, nomeadamente em hóteis, revelam dados oficiais.

De acordo com o Ministério do Plano e Finanças de São Tomé e Príncipe, o grupo português Pestana lidera a lista dos investidores com um investimento de 8,48 milhões de dólares para a construção de um hotel na capital que ficará concluído em 2008 num investimento global de 17 milhões de dólares.

A empresa portuguesa Soares da Costa pretende investir 3,59 milhões num projecto de construção de vivendas para aluguer e na prestação de serviços no âmbito do turismo.

Duas outras empresas portuguesas, a Mota Engil e a Resort Praia Azul, pretedem investir, respectivamente, 2,63 milhões de dólares e 506 mil dólares na construção de hóteis.

Previsto para 2006 está igualmente um projecto privado são-tomense do Hotel Residencial estimado em 200 mil dólares.

As previsões para 2008 apontam que os investimentos privados, no sector hoteleiro, poderão vir a atingir mais de 27 milhões de dólares em 2008.

Para o relançamento do turismo, as autoridades de São Tomé e Príncipe investiram 5,97 milhões de dólares, em 2005, nos sectores das obras públicas, infra-estruturas e ordenamento de território, bem como no projecto de luta contra o paludismo, avaliado em um milhão de dólares anuais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH