Acordo final sobre barragem de Cahora Bassa aguarda validação da União Europeia

12 June 2006

Maputo, Moçambique, 12 Jun – A assinatura do acordo final que transfere para Moçambique o controlo da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) aguarda “validação das instâncias europeias”, disse em Maputo o ministro da Saúde de Portugal, António Correia de Campos.

Campos fez o anúncio, quando falava sexta-feira por ocasião do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, na presença de centenas de convidados, incluindo representantes da omunidade portuguesa em Maputo, e membros do Governo moçambicano.

Descrevendo o acordo final para a entrega do controlo da barragem de Cahora Bassa a Moçambique como “crucial para o aprofundamento das relações entre os dois países”, Campos apontou o próximo Verão como altura provável para se selar a passagem daquela importante infra-estrutura a Moçambique.

Com base num memorando de entendimento assinado em Outubro de 2005, em Lisboa, Moçambique elevará a sua posição na HCB dos actuais 18 para 85 por cento, reduzindo Portugal a sua participação de 82 para 15 por cento.

Portugal aceitou diminuir as suas acções na barragem a troco de uma
compensação de 785 milhões de euros, pela manutenção do empreendimento desde a sua construção, em 1974. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH