Governo de São Tomé procura parceiros para criar nova companhia aérea

13 June 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 13 Jun – O governo de São Tomé e Príncipe vai dissolver a Air São Tomé, face ao desinteresse da parceira portuguesa TAP na recuperação da empresa, e está a criar uma nova transportadora aérea, com novos parceiros.

A Air São Tomé, empresa em que a TAP detém 40 por cento, perdeu em meados do mês passado o seu único avião, um aparelho Twin Otter usado há 15 anos, que se despenhou no mar próximo da capital do arquipélago.

Face ao desinteresse dos accionistas da transportadora no plano de recuperação apresentado pelo governo, o último conselho de ministros do executivo são-tomense decidiu acolher “uma proposta apresentada pela tutela prevendo a dissolução da Air São Tomé e a constituição de uma nova companhia de aviação nacional com outros parceiros em que os interesses nacionais ficariam melhor salvaguardados”.

Além da TAP, participam na actual empresa o Estado são-tomense, com 35 por cento, privados franceses, com 24 por cento, e a agência de viagens Mistral Voyages, com um por cento.

De acordo com o diário são-tomense Tela Non, o ministro das Infra-Estruturas, Delfim Neves, está já a trabalhar no processo de constituição da nova empresa, que deverá ser analisado num dos próximos conselhos de ministros, e já tem propostas de operadores interessados em participar no projecto.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH