Grupo Sumaria da Tanzânia junta-se ao Grupo Gulamo para actuarem em Moçambique

16 June 2006

Dar-es-Salaam, Tanzânia, 16 Jun – O grupo tanzaniano Sumaria, um dos maiores grupos privados da África Central e Oriental formou uma “joint-venture” com o Grupo Gulamo de Moçambique para actuar nos sectores das infra-estruturas e de processamento de matérias-primas, escreve o jornal EastAfrican .

A nova holding,denominada G.S.Holdings Limited, é participada em percentagens iguais, pelo grupos da Tanzânia e Moçambique mas não foi revelado o capital do grupo.

A G.S. Holdings vai instalar fábricas de óleo alimentar, farinha de milho, biscoitos, sabão, plástico e cartão até ao final do corrente ano pesar d aalgumas já estarem a operar em fase experimental.

A gestão do grupo, segundo o director de planeamento Dipen Shah, será da responsabilidade do grupo da Tanzânia.

A G.S.Holding Ltd torna-se assim num dos maiores grupos da África Oriental com interesses económicos na Tanzânia, Quénia, Congo, Moçambique e Uganda.

Em 2003, o grupo Sumaria , através da sua firma de produtos quimícos Shelys Pharmaceuticals Ltd, adquiriu a Beta Healthcare do Quénia por quatro milhões de dólares americanos na primeira operação do género feita no estrangeiro pelo grupo Sumaria.

O Grupo Sumaria começou a operar em Dar-es-Salaam em 1957 como uma pequena empresa de importação e exportação tornando-se um dos maiores da região.

O Grupo Gulamo, uma das maiores companhias de Moçambique tem interesses na indústria do chá, transportes aéreos e supermercados.

O grupo moçambicano opera igualmente a companhia Sundry importadora e distribuidora de produtos.

O Grupo Gulamo tem a sua base em Nacala, no norte de Moçambique, cujo porto serve para escoar a produção do Malaui.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH