Portugal vai atribuir licença de exploração de petróleo a Galp e Petrobras

23 June 2006

Lisboa, Portugal, 23 Jun – O governo português vai atribuir uma licença de pesquisa e exploração de petróleo em águas profundas a um consórcio formado pela portuguesa Galp Energia e pela brasileira Petrobras, noticiou o Diário Económico.

A licença de três anos será adjudicada por ajuste directo, prevendo a prospecção e exploração de petróleo no “deep offshore” da costa portuguesa, no Alentejo, sudoeste do país, e Peniche, cerca de 100 quilómetros a norte da capital.

O anúncio deverá ser feito nos próximos dias pelo ministro português da Economia e Inovação, Manuel Pinho.

Recentemente, o Governo português assinou com o consórcio Repsol/RWE um contrato para a prospecção de petróleo no Algarve, sul do país.

Galp e Petrobras actuam em parceria no Brasil, onde têm em conjunto mais de meia centena de participações na exploração de petróleo, nos Estados de Natal, Recife, Vitória e Rio de Janeiro.

Em Angola, a petrolífera portuguesa está ainda a investir na produção de crude, através das sociedades exploradoras de blocos de que é accionista minoritário, com o objectivo de atingir um “output” diário de 100 mil barris até 2018.

O total de investimentos previstos para os próximos quatro anos em pesquisa e exploração é de quatro mil milhões de euros.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH