Cerveja Laurentina de Moçambique lançada em Londres

26 June 2006

Londres,Inglaterra,26 Jun – A cerveja Laurentina de Moçambique foi lançada oficialmente na sexta-feira, em Londres, numa acção promocional realizada pelo Alto Comissário de Moçambique, António Gumende.

Na cerimónia que António Gumende aproveitou para dar a conhecer as potencialidades turísticas de Moçambique o Alto Comissário destacou o Parque Transfronteiriço do Limpop, a Gorongosa, o Parque do Niassa e a revitalização dos santuários marinhos nomeadamente o Bazaruto e o arquipélago das Quirimbas no norte de Moçambique.

“Só em 2004 tivemos investimentos em projectos turísticos que atingiram os 125 milhões de dólares” disse o diplomata moçambicano.

O turismo britânico para Moçambique tem vindo a aumentar nomeadamente depois da abertura recente de novas carreiras aéreas entre Londres e a cidade de Pemba, norte de Moçambique, através de Dar-Es-Salam e entre Londres e Maputo, através de Nairobi.

A Africa Bia, importadora da Laurentina, anunciou que, a partir do fim do ano, vai importar 100 mil garrafas por mês para o mercado inglês.

Produzida pela Cervejas de Moçambique (CDM), detida em 49,1 por cento pela sul-africana SABMiller, que assume a gestão, as vendas da Laurentina para os mercados sul-africano e britânico representam um volume de vendas de aproximadamente 150 mil dólares por ano.

Em Moçambique a Laurentina vende 25 milhões de dólares por ano e detém 20 por cento do mercado interno.

A cerveja é produzida há quase 75 anos em Moçambique e o seu nome Laurentina significa natural de Lourenço Marques, o nome da capital, Maputo, na administração colonial portuguesa.

Em Moçambique, a SABMiller produz igualmente as cervejas 2M e Manica, nas fábricas que a CDM mantém em Maputo e na Beira.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH