Estados Unidos instalam radar de vigilância marítima em São Tomé e Príncipe

29 June 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 29 Jun – Os Estados Unidos vão instalar um radar de vigilância marítima em São Tomé e Príncipe, primeiro passo de um programa para combater a pesca clandestina e o tráfico de bens e imigração ilegal na costa ocidental africana.

De acordo com o Jornal de São Tomé, nos próximos dias chegará à capital do arquipélago uma delegação norte-americana para começar a instalação do radar, computadores e prestar formação, no âmbito do programa denominado “Marine Domain Awareness” (Supervisão no Domínio Marítimo), patrocinado pela Marinha dos Estados Unidos.

A instalação do equipamento surge na sequência de discussões entre o presidente são-tomense, Fradique de Menezes, e o governo dos Estados Unidos .

São Tomé será o primeiro de vários países da região onde serão instalados equipamentos de vigilância, com o objectivo de criar uma rede regional de segurança marítima.

O radar operará o Sistema Automatizado de Identificação (AIS/ SAI), que permite detectar sinais dos navios no mar.

A Organização Marítima Internacional (IMO), agência especializada das Nações Unidas, exige que todos os navios de 300 toneladas ou mais possuam transmissores SAI, que permitem identificar posições, destino e carga.

A pesca ilegal na África Subsariana causa anualmente à região perdas avaliadas em mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH