Grupo chinês BBCA interessado em produzir etanol no Brasil

30 June 2006

Rio de Janeiro, Brasil, 30 Jun – O grupo chinês BBCA, sedeado na província de Anhui, está interessado em produzir etanol a partir da cana de açúcar no Brasil, informou quinta-feira uma fonte ligada ao processo ao macauhub.

O director do Centro Industrial de Negócios (CIN), do Rio de Janeiro, Amaury Temporal, disse que o grupo chinês planeia adquirir uma área para o cultivo da cana de açúcar.

Actualmente, o grupo chinês produz etanol a partir do milho, através da Suzhou Biochemical, uma das seis divisões do BBCA, um dos principais produtores chineses de produtos químicos.

A direcção do grupo chinês integrou uma missão empresarial da província de Anhui, que recentemente visitou o estado do Rio de Janeiro, na região Sudeste do Brasil.

A missão reuniu também executivos dos grupos Anhui Guofeng (plásticos), Anhui Huishang (distribuição), Chery (automóveis) e Anhui Technology Import And Export (comércio externo).

Tratou-se da primeira missão empresarial da província chinesa ao Rio de Janeiro, o segundo estado mais industrializado do Brasil, atrás apenas de São Paulo.

“O interesse dos empresários chineses em relação ao Brasil é muito amplo e tem aumentado a cada missão empresarial”, disse Amaury Temporal.

O CIN é um órgão da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Fijan), entidade que representa os empresários do estado.

Com um população de 14,3 milhões de habitantes, o Rio de Janeiro, um dos cartões de visita do Brasil, representa 12,2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 796 milhões de dólares.

A província de Anhui, pólo turístico, com 65 milhões de habitantes, mantém actualmente uma área plantada de 4,18 milhões de hectares, com produção de grãos, algodão, vegetais, frutas e chá.

O PIB da província registou um aumento de 11,8 por cento em 2005, face ao ano anterior, para 67 mil milhões de dólares.

Anhui produz, entre outros, cerveja, cigarros, televisores, electrodomésticos, diesel, aço, metais, cimento, produtos químicos, automóveis e computadores.

O grupo chinês controla ainda as divisões BBCA Biochemical, BBCA Pharmaceutical, BBCA Food, Jiangshan Pharmaceutical (VC) e BBCA Gelatin, para além de um centro de investigação.

No ano passado, as vendas totais do grupo BBCA , localizado na cidade chinesa de Bengbu, ascenderam a cerca de 6,5 mil milhões de dólares.

Actualmente, o Brasil é o maior produtor mundial de etanol a partir da cana de açúcar, sendo que as exportações do produto deverão ascender a 250 mil metros cúbicos este ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH