Porto de Xangai quer investir na Europa

4 July 2006

Xangai, China, 04 Jul – O grupo estatal chinês Shanghai International Ports (SIPG) anunciou segunda-feira que pretende investir na Europa, Estados Unidos, e Ásia, escreve a imprensa chinesa.

A empresa que gere o porto de Xangai, o maior da China, pretende seguir a orientação estratégica do governo de Pequim, que defende uma cada vez maior internacionalização das companhias chinesas.

Um responsável do grupo não deu pormenores para além de afirmar que os investimentos podem começar já a ser feitos durante o corrente ano na Europa.

Xangai é o centro económico, financeiro e industrial da China, o porto da cidade é o terceiro maior do mundo em operações de contentores e o mais movimentado do mundo em termos de entrada e saída de carga.

A empresa, anteriormente denominada Autoridade do Porto de Xangai, está listada na bolsa de Hong Kong e possui interesses nas três principais regiões económicas da China: Delta do Rio das Pérolas, Delta do Rio Yantze e Região económica de Bohai.

O SIPG investiu recentemente 16 mil milhões de dólares no porto de Yangshan, em Xangai, para permitir duplicar a sua capacidade de carga a partir de 2010.

O grupo chinês investiu igualmente 500 milhões de dólares numa “joint-venture” com a A.P. Moeller-Maersk A/S, a maior empresa de contentores do mundo para a gestão da segunda fase do porto de Yangshan, na zona de Pudong em Xangai.

Integram ainda a “joint-venture” a Hutchison Whampoa de Hong Kong, o maior operador do mundo de portos, a A.P.Moeller de Copenhaga, a Cosco Pacific e a China Shipping Group.

O grupo SIPG mantem relações comerciais com 500 portos em 200 países e possuiu uma rede de mais de 130 rotas marítimas através do mundo.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH