Transportadora aérea cabo-verdiana TACV privatizada até Julho de 2007

6 July 2006

Cidade da Praia, Cabo Verde, 06 Jul – O consórcio liderado pela empresa norte-americana Sterling Merchant deve assumir ainda esta semana a gestão da transportadora aérea pública cabo-verdiana TACV, tendo em vista prepará-la para a privatização, prevista para Julho de 2007.

O jornal A Semana diz que a assinatura do contrato final está apenas pendente do acerto, entre o governo e a Sterling, de pormenores relativos ao estabelecimento e cumprimento de indicadores de desempenho da transportadora, nomeadamente em termos de segurança e eficiência comercial e operacional .

Os restantes indicadores, económicos e financeiros, deverão ser definidos pelo consórcio após assumir a gestão da TACV, que ganhou em concurso internacional lançado pelo governo.

O contrato é válido por um ano e o objectivo é preparar a TACV para a privatização, com base nas metas definidas pelo executivo cabo-verdiano, e recomendadas pelo Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional.

A Sterling tem no seu currículo os processos de recuperação e privatização de empresas de telecomunicações no Luxemburgo, Taiti, Togo e Ruanda.

A gestão efectiva da TACV deverá ficar a cargo da alemã Morz Transport Consult, empresa ligada à aviação civil que também integra o consórcio.

O principal problema a enfrentar pelo consórcio será a situação financeira da TACV, que no ano passado registou um prejuízo de 600 mil contos cabo-verdianos (6,97 milhões de dólares).

A entrega da gestão a privados tem vindo a ser fortemente contestada pelos sindicatos cabo-verdianos, que temem que o saneamento da transportadora implique a redução de postos de trabalho, que actualmente ascendem a 800. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH