São Tomé investiga irregularidades em empresas públicas

11 July 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 11 Jul – O Ministério Público de São Tomé e Príncipe está a investigar casos de irregularidades e alegada corrupção em empresas públicas do sector das Obras Públicas e Infra-estruturas.

O anúncio foi feito pelo ministro do sector, Delfim Neves, na cerimónia de tomada de posse dos novos responsáveis para seis das empresas públicas que tutela, que vêm substituir os responsáveis exonerados no mês passado, relata o diário são-tomense Tela Non.

“Há casos que já foram encaminhados para para o Ministério Público. Ainda está sob segredo, mas em momento devido tornarei público”, prometeu Delfim Neves.

Na base das investigações estão documentos que geraram suspeitas de irregularidades e alegada corrupção financeira, adiantou o governante, que não revelou o nome das empresas em causa.

Delfim Neves deu posse aos novos responsáveis da Empresa de Aeroportos e Segurança Aérea (ENASA), agora presidida por Jorge Coelho, que tem como adjuntos Arnaldo Sousa Pontes e Elsa Maria Menezes.

O Instituto de Habitação tem como novo presidente Cipriano Barreto e a Empresa de Administração dos Portos (ENAPORT) é agora dirigida por Deodato Rodrigues.

O novo presidente do conselho de administração dos Correios são-tomenses é António Mendes, coadjuvado por Ilídio Menezes e José Maria Afonso Barros.

Olinto Neves dirigirá a Empresa de Transportes e Portos , e a Agência Reguladora de Telecomunicações, é agor apresidida por Orlando Fernandes.

O partido MLSTP/PSD, que deteve a pasta das Obras Públicas e Infra-estruturas durante 28 anos, tem vindo a acusar o novo executivo, presidido por Tomé Vera Cruz, de perseguir os seus militantes e usar as exonerações com fins políticos, numa altura em que aproximam as eleições presidenciais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH