Moçambique negoceia com investidores reactivação das têxteis EMMA e Texmoque

13 July 2006

Maputo, Moçambique, 13 Jul – O governo moçambicano está a negociar com um conjunto de investidores a reactivação de três fábricas de têxteis, entre estas a EMMA e Texmoque, que deverão voltar a laborar ainda este ano.

O diário moçambicano Notícias adianta que existem também interessados, que identifica apenas como estrangeiros, na mais pequena Textáfrica, de Chimoio, província de Manica, paralisada há vários anos.

As negociações relativas à EMMA, da província de Manica, e Texmoque, em Nampula, estão em fase adiantada, refere.

A reactivação da Texmoque e da EMMA, que assumirá o nome CIPLA, deverá permitir a admissão de entre 500 e 800 trabalhadores em cada uma das unidades industriais.

O governo estará já a estudar medidas para estimular a produção de algodão, por forma a suprir as necessidades das fábricas a reactivar.

A Associação Algodoeira de Moçambique (AAM) estima que este ano a produção de algodão em Moçambique aumente cerca de 33 por cento, para perto de 110 mil toneladas.

A produção de algodão-fibra deverá ascender este ano a 36 mil toneladas, o que colocará a taxa de extracção em cerca de 36 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH