Ilha cabo-verdiana de São Vicente recebe investimento de 500 milhões de euros em estância turística

18 July 2006

Cidade da Praia, Cabo Verde, 18 Jul – A ilha cabo-verdiana de São Vicente vai receber nos próximos anos um investimento de cerca de 500 milhões de euros, numa das maiores estâncias turísticas do arquipélago.

O empreedimento Cesária Resort, promovido por uma sociedade de investimento do Dubai denominada Profile Group, foi apresentado oficialmente na segunda-feira, depois de a primeira fase do projecto, orçada em 125 milhões de euros, ter sido contratada com a agência cabo-veRdiana para o investimento no final do ano passado.

A primeira fase, cujas obras terão início ainda este ano, cobrirá uma área de 400 hectares e terá um hotel de luxo com 250 quartos e 1.000 apartamentos, além de zonas de lazer.

O empreendimento deverá entrar em funcionamento entre 2010 e 2011, de acordo com os promotores.

A segunda fase, que aumentará para 1.300 hectares a área total do Cesária Resort, ainda está em fase de contratualização do investimento.

Este é o terceiro grande investimento de grande dimensão anunciado para Cabo Verde este ano.

O primeiro, promovido por capitais britânicos, prevê a constução de duas estâncias turísticas, uma na ilha do Sal (Murdeira Beach) e outra em São Vicente (Baía das Gatas), a serem inauguradas até 2011, num investimento total de 2,5 mil milhões de euros.

Estes dois empreendimentos incluem quatro campos de golfe, numa altura em que outros estão a ser desenvolvidos no arquipélago, além de marinas, zonas comerciais e hotéis.

No mês passado foi também lançada oficialmente a construção do Sambala Village, na ilha de Santiago, empreendimento que prevê um investimento de 650 milhões de euros.

Na mesma ilha, onde se situa a capital do arquipélago, Praia, o empresário de Macau David Chaw anunciou um investimento de 100 milhões de dólares num empreendimento que inclui casino, hotel e restaurantes.

No ano passado, os estabelecimentos hoteleiros de Cabo Verde receberam 233 mil turistas, mais 26,4 por cento do que no ano anterior, com a ilha do Sal a reforçar-se como principal destino, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística do arquipélago. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH